EXPERIÊNCIA DE COMPRA

por Editor MC15 em 17 de março de 2019

Por:Cristina Saito

É fato que para uma boa experiência de compra, fazer o básico é o ponto de partida. Sortimento (ter, conseguir localizar e pegar), preço (ter, conseguir localizar e ler) e atendimento são os pilares para se realizar compras.

Porém, existem alguns princípios por trás da ciência das compras que influenciam a percepção do shopper em relação à sua experiência.

Um princípio fundamental é o que está relacionado a CONSTANTES BIOLÓGICAS: há certas capacidades, tendências, limitações e necessidades físicas e anatômicas comuns a todas as pessoas e que determinam suas ações, inclusive no ponto de venda. Se estas constantes biológicas criarem ruídos, provavelmente, o processo de compra será afetado.

Isso quer dizer que em um ambiente de compra amigável, acolhedor, aconchegante, fluido, o consumidor está propenso a consumir mais.

Ou seja, ter ACESSIBILIDADE (compra confortável, fácil, prática) gera mais RENTABILIDADE.

Abaixo seguem outros pontos de atenção relacionados a este princípio:

  1. A LIMITAÇÃO DAS MÃOS DURANTE AS COMPRAS: quando entram na loja e suas mãos estão ocupadas, os shoppers NÃO COMPRARÃO. É necessário que guardem seus pertencem ou algum lugar que possam apoiar o que carregam. Parece óbvio mas esta é a realidade.
  2. A LIMITAÇÃO DOS OLHOS DURANTE AS COMPRAS: os olhos focalizam o que está diretamente diante de nós e também percebem a periferia. Quanto MAIS RÁPIDO caminham, MENOR É A ÁREA DE PERIFERIA. E o contrário é válido. Por isso, o ambiente tem que ter estímulos que ajudem esta percepção: blocos de cores, formatos, etc…

    E quanto do que está sendo exibido em supermercados é realmente visto pelos shoppers?2/3 aproximadamente. Existe uma zona confiável em que os shoppers provavelmente verão os produtos em uma gôndola: ENTRE O NÍVEL DO OLHO E O NÍVEL DO JOELHO
  3.  A LIMITAÇÃO DAS PERNAS DURANTE AS COMPRAS: anatomicamente o aspecto mais crucial da compra é como os shoppers como se movimentam, principalmente, caminham.
    • Pessoas caminham para a direita, sentido anti-horário dentro da loja
    • ANDAM PELO CORREDOR DE UMA LOJA ou CALÇADA OLHANDO PARA FRENTE
    • Fazem um ESFORÇO PARA VIRAR A CABEÇA para um lado e para outro para ver as prateleiras, vitrines ou materiais de comunicação.
    • Esse esforço chega a ser LIGEIRAMENTE INCÔMODO, pois requer UM TREINAMENTO DOS OLHOS diferente do que está acostumado.
      Muito se tem falado e feito em relação à experiência de compra, porém, em muitos projetos a questão das CONSTANTES BIOLÓGICAS não é levada em consideração. Talvez por parecerem óbvios, estes pontos são esquecidos ou até desconhecidos.Este texto tem o objetivo de informar e lembrar: quanto mais amigável, confortável e fluido o ambiente de compra for para o shopper e suas características biológicas, mais ele tende a comprar e a apreciar o momento que está comprando.

Tags

  • #CatMan
  • #trademarketing. # Paco Underhill
  • beleza
  • comodidade
  • Copa do mundo
  • cosméticos
  • design:retail
  • Envirosell
  • GC
  • oportunidades
  • Paco Underhill
  • parceria
  • Pesquisa
  • retail
  • Shopper
  • shopper centric culture
  • shoppermarketing
  • shopping experience
  • Trabalho
  • trademarketing